Conferência Regional de Cultura é um sucesso: Maior número de delegados eleitos do DF é de São Sebastião

Postado por Radicais Livres
 
Além da vitória da comundiade, os Radicais conseguiram conquistar uma vaga no Conselho Regional de Cultura e eleger três delegados radicalistas!


Com a presença de mais de 300 participantes, a Região Administrativa de São Sebastião teve até agora, o maior número de delegados eleitos para representar as propostas da cidade para a cultura na III Conferência Regional de Cultura, realizada na noite de terça-feira(5/04), no Centro Educacional São Francisco(Chicão). Foram 33 delegados eleitos, 17 a mais que a maior cidade do DF, Ceilândia, com apenas 16 representantes. Outra vitória foi a eleição do Conselho Regional de Cultura, com quatro representantes da sociedade civil titulares e quatro suplentes. A Conferência teve ainda o maior número de inscritos, totalizando 405. Outro importante passo foi a construção coletiva das mais de 40 propostas com participação de todas as pessoas nos quatro eixos temáticos da III Conferência, que ocorrerá para todo o DF em 29 de abril próximo.

Vinícius Borba, Conselheiro eleito com mais votos ao lado do representante da Secult, Nelson Gilles

Para o coordenador do Núcleo de Políticas Culturais e Descentralização da Secretaria de Cultura, Nelson Gilles, a atividade realizada foi bem sucedida. “Um resultado maravilhoso, exemplo de maturidade, apesar da gurizada que participou como maioria na atividade. É sinal que cultura deixou de ser apenas entretenimento mas passou a ser um direito que as pessoas tem, de se emocionar, se apresentar e também que seja um meio de renda, de trabalho”, refletiu Gilles.

Por volta das 18h30 começaram as inscrições dos participantes que ainda não haviam se credenciado, e logo depois todos foram divididos nos quatro grupos que debateram as propostas previamente construídas pelo Fórum de Cultura de São Sebastião e também puderam fazer novas propostas. Antes desta Pré-Conferência, houve três encontros realizados pelo movimento cultural da cidade para realizar um debate mais aprofundado sobre as discussões da comunidade.

As propostas foram criadas baseadas nos quatro eixos temáticos propostos pela organização da Conferência, sendo eles os eixos A - Diversidade, Descentralização e Democratização, B - Economia da Cultura, C - Patrimônio Cultural e Arquitetura e D - Formação e Intercâmbio Cultural. Cada grupo com média de 40 a 80 pessoas debateu e propôs abertamente discussões e soluções sobre a realidade cultural de São Sebastião e do DF. Discussões como a utilização dos espaços públicos da cidade para a cultura, a necessidade de cursos de formação em artes e empreendedorismo cultural e as relações do mercado com a cultura foram bastante debatidos, além da importância do apoio mútuo entre as áreas, como educação, segurança e cultura.


Conselho Regional de Cultura eleito: Fiscalizar é preciso

Num segundo momento, depois do fim das plenárias temáticas, houve a realização das votações de Conselheiros Regionais de Cultura e Delegados da Conferência, representando São Sebastião.

Para o candidato mais votado dentre os novos Conselheiros com 170 votos, Vinícius Borba, a participação da juventude e dos movimentos culturais da cidade foram uma grande vitória. “Ter tantos jovens com sede de participação política nas decisões sobre nossa cultura demonstra que sempre houve essa vontade. Nossa comunidade não teve o maior número de participantes à toa. Temos tradição em participação popular e vamos continuar essa construção. Quanto ao Conselho, queremos ampliar o diálogo por meio do Fórum de Cultura da cidade para fiscalizar as ações do Gerente de Cultura local e evitar tantas irregularidades quanto vimos nos anos passados. Se continuar a corrupção no poder, mais jovens nossos podem morrer nas drogas e armas. Isso tem que parar”, disse o novo Conselheiro, que deve ser empossado com os demais na Conferência do DF.
 
Os Conselheiros serão responsáveis durante os próximos dois anos de fiscalizar e planejar diretrizes para a gestão do Gerente Regional de Cultura, além de ter voz ativa no direcionamento dos espaços públicos da cidade para a cultura. Os delegados, porém, terão uma importante função além de levar as propostas tiradas neste encontro para a Conferência local: eles terão ainda a responsabilidade de participar do Orçamento Participativo para a Cultura, instrumento iniciado neste governo e que propõe a gestão compartilhada do dinheiro público, com votações dos membros diretamente envolvidos, ou seja, a população.

Foram eleitos para o Conselho Regional de Cultura Vinícius Borba, do Movimento Cultural Radicais Livres, Wizelany Marques, aluna e instrutora de artesanato do CED São Francisco, o atual presidente da Associação de Artistas de São Sebastião (Asass), Dyhone, e a professora de canto e oratória, Adriana. Houve ainda a eleição de mais quatro suplentes, dentre eles, Roberto, das quadrilhas juninas, Célio do Aquários, Gilberto, da Associação Comunitária e outra aluna do CED São Franscisco. Caso haja desistência de algum dos titulares os suplentes assumem o Conselho automaticamente.

Comentários